Fratura do Tornozelo

As fraturas de tornozelo podem variar desde uma simples e pequena fratura em um dos ossos do tornozelo, o que pode não impedir de andar, até diversas fraturas, o que pode levar o tornozelo a luxar (sair fora do lugar) e pode exigir um cuidado maior e mais prolongado.

Em outras palavras, quanto maior a gravidade da fratura e mais ossos são fraturados, mais instável fica o tornozelo.

As fraturas do tornozelo afetam pessoas de todas as idades. Durante os últimos 30 a 40 anos, notou-se  um aumento no número e na gravidade das fraturas de tornozelo, devido em parte a uma população ativa e mais envelhecida.

Anatomia

 

Três ossos formam a articulação do tornozelo:

- Tibia

- Fíbula

- Tálus

A tíbia e a fíbula têm porções específicas que compõem o tornozelo:

- Maléolo medial - parte interna da tíbia

- Maléolo posterior - parte posterior da tíbia

- Maléolo lateral - final da fíbula

Causas

 

Normalmente as fraturas de tornozelo ocorrem após movimentos torcionais do tornozelo e/ou do pé (entorses) ou em alguns casos, mecanismos de maior energia como traumas diretos (ex: acidentes de motocicleta/automobilísticos, etc...).

 

Sintomas da  Fratura do Tornozelo

 

Os sintomas que acompanham uma fratura no tornozelo podem varias destes sintomas discretos como edema (inchaço) e dor local até sintomas mais graves como, grande deformidade local, incapacidade de apoio e caminhar e dor importante.

Os sintomas mais comuns em uma fratura do tornozelo são:

1. Dor

2. Edema

3. Hematoma local

4. Incapacidade funcional

5. Dificuldade a mobilização do tornozelo

 

Diagnóstico

 

O diagnóstico das fraturas do tornozelo se iniciam com uma boa anamnese e um exame físico adequado. Informações como o mecanismo de trauma, tempo da lesão, pontos dolorosos e/ou incapacidades já podem dar uma boa idéia ao médico à respeito do que está ocorrendo.

Exames de imagem

Após um adequado exame clínico o diagnóstico pode ser confirmado através de exames de imagem. O exame inicial a ser solicitado são as radiografias do tornozelo (frente, perfil e mortise) e do pé (frente+perfil e oblíquo). Caso existam outras queixas, radiografias dos locais em questão devem ser solicitadas.

Na grande maioria dos casos o diagnóstico completo se estabelece após anamnese, exame físico e radiografias, entretanto, em algumas situações, podemos lançar mão de tomografias computadorizadas para melhor avaliar as fraturas e planejar o tratamento (planejamento cirúrgico) ou em dúvida diagnóstica. O exame de ressonância magnética, raramente é solicitado em regime de urgência nas fraturas do tornozelo e raramente agregam algum tipo de informação que mude o tratamento inicial na urgência. Posteriormente, é um exame que avalia com precisão lesões ligamentares, lesões tendinosas, lesões de cartilagem, entre outras.

Tratamento das Fraturas do Tornozelo

Tratamento Conservador

O tratamento conservador da fratura de tornozelo é realizado em fraturas estáveis e sem desvio articular, ou em pacientes que não apresentam condições clínicas de se submeter a um procedimento cirúrgico.

Esse tratamento se dá com o uso de imobilizadores (gesso ou botas –ex:robofoot) por um período médio de 8 semanas, nos quais o paciente regularmente realiza visitas ao seu médico, mantém um controle clínico e radiográfico da fratura, seguido de um período de fisioterapia que pode variar de paciente para paciente.

 

Tratamento Cirúrgico

O tratamento cirúrgico é realizado para fraturas do tornozelo instáveis ou que apresentam desvios articulares. O princípio do tratamento cirúrgico é restabelecer a anatomia da articulação do tornozelo e fixas a fratura com dispositivos ( placas e/ou parafusos) de modo a manter a fratura com a anatomia correta até a consolidação óssea. 

Após a cirurgia de fratura de tornozelo o paciente normalmente utiliza um imobilizador por um período médio de 6 semanas e tem a possibilidade de dar carga (caminhar) precocemente. Assim como no tratamento conservador, no tratamento cirúrgico, após um período que pode variar, o paciente normalmente necessita realizar fisioterapia.

Dúvidas ou Sugestões

Rua Adma Jafet, 74, conjunto 152 

Bela Vista, São Paulo, CEP: 01308-050

(11) 32313656 / 3231-3730

(11) 97559-8912

consultorio@alejandrozoboli.com.br

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
Contato WhatsApp