• Dr. Alejandro Zoboli

Fratura dos Metatarsos. O que é e como tratar.


As fraturas dos metatarsos são lesões relativamente comuns dentre as fraturas dos ossos do pé, sendo as fraturas do 5º metatarso as mais comuns, seguidas pelas fraturas dos metatarsos centrais e por fim, do primeiro metatarso. Normalmente as fraturas dos metatarsos são causadas por traumas diretos ou traumas torcionais e mais raramente por stress mecânico (fratura por stress).



Como é a Anatomia dos Metatarsos?


Os metatarsos podem ser divididos anatomicamente em:

  • Base

  • Diáfise

  • Colo

  • Cabeça

A localização da fratura dos metatarsos é uma informação importante para definir o melhor tipo de tratamento para a lesão.


Qual a importância dos metatarsos?


Os metatarsos são os ossos que conectam a parte de trás do pé (retropé) com a parte da frente do pé (antepé) e são extremamente importantes durante a marcha, pois boa parte do peso do corpo passa pela cabeça dos metatarsos.

Durante a marcha, todo o peso do corpo é dividido igualmente entre todos os metatarsos (exceto o primeiro metatarso que recebe duas vezes a carga dos outros) de modo que alterações em seus comprimentos, alturas e formatos podem resultar em sobrecargas mecânicas e consequentemente em quadros de dor ou outras alterações como calosidades, bursites, tendinites, neuromas de morton ou fraturas por stress.


Qual a forma mais comum de fraturar os metatarsos?


O mecanismo de trauma mais comum nas fraturas dos metatarsos é o trauma direto (ex: queda de objeto sobre o pé) seguido pelos traumas torcionais (ex: entorse do pé).

Um outro tipo de fratura dos metatarsos relativamente comum são as fratura por stress. Nesse tipo de fratura os metatarsos apresentam sobrecarga mecânica crônica e vão gradativamente sendo lesionados, culminando em fraturas, normalmente sem desvios e com sintomas mais discretos.


Como fazer o diagnóstico?


O diagnóstico das fratura dos metatarsos é realizado através de uma boa anamnese e exame físico, além de radiografias simples dos pés para evidenciar as fraturas. Algumas fraturas como as fraturas por stress não são normalmente evidenciadas nas radiografias, sendo necessária a realização de ressonância nuclear magnética do pé para ter o diagnóstico mais preciso.

Quando há dúvidas sobre a presença de fraturas, grau de desvio e/ou o acometimento da articulação de Lisfranc, a tomografia computadorizada é um exame que pode agregar em informações e ajudar a melhorar o tratamento.


Fraturei os metatarsos. Como tratar?


As fraturas dos metatarsos podem ser tratadas de maneira operatória ou não operatória. Para isso dependemos de algumas informações:

  • Desvio da fratura (angulação e translação)

  • Exposição da fratura (fraturas expostas ou fechadas)

  • Presença de lesões associadas


Tratamento Conservador:


Fraturas dos metatarsos com angulação menor de 10 º ou translação menor de 3-4 mm são passíveis de tratamento conservador (não operatório). O tratamento conservador das fraturas dos metatarsos é realizado com imobilização (bota imobilizadora de cano curto ou sandália rígida) com carga conforme tolerado por um período médio de 6-8 semanas. Radiografias de controle são realizadas seriadamente (inicial - 4 semanas - 6/8 semanas) e assim que houver consolidação das fraturas, é possível retirar a imobilização e iniciar um período curto de fisioterapia ou reabilitação.


Tratamento Cirúrgico:

Fraturas dos metatarsos com angulação maior de 10º ou translação maior de 3-4 mm, bem como fraturas expostas são passíveis de tratamento cirúrgico.

O padrão ouro para o tratamento cirúrgico dessas fraturas é a redução cruenta (colocação da fratura em sua posição original) e fixação com fios de kirschner (fios de aço). Dependendo do tipo de fratura, é possível realizar a fixação das mesmas com parafusos ou pequenas placas e parafusos.

Após o procedimento cirúrgico o paciente pode ser encorajado a dar carga (pisar) conforme tolerado com uso de uma sandália imobilizadora ou bota imobilizadora de cano curto por um período médio de 6 semanas. Após esse período são retirados os fios de aço e o paciente pode iniciar a carga sem proteção.


Caso apresente suspeita ou confirmação de fraturas dos metatarsos, procure seu ortopedista de confiança, de preferência um cirurgião especialista em pé e tornozelo para fazer o diagnóstico preciso e dar o tratamento correto para sua lesão.


5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo